terça-feira, setembro 12, 2006

Governo vai apoiar investimentos de privados em lares e creches

O Governo vai apoiar as entidades privadas que investirem em equipamentos sociais, como creches e lares de idosos, através do Programa de Apoio ao Investimento em Equipamentos Sociais (PAEIS), criado ao abrigo de uma portaria do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social publicada recentemente em Diário da República.O referido programa surge integrado no projecto de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais, destinando-se a entidades privadas e sem fins lucrativos desde que não sejam instituições particulares de solidariedade social ou equiparadas, dado que para estas o Governo criou no passado mês de Maio o programa PARES.
O PAEIS pretende apostar na criação de novos lugares em respostas sociais destinadas às crianças, às pessoas idosas e às pessoas com deficiência.De acordo com a referida portaria, a dotação afecta ao PAEIS ultrapassa os 13 milhões de euros, designadamente em respostas sociais na área de Infância e Juventude, Pessoas com Deficiência e Idosos, tendo sido estabelecido o objectivo de criação de 6.260 lugares nestas áreas.A mesma fonte explica que o apoio ao Estado circunscreve-se ao pagamento de juros resultantes do recurso ao crédito para construção, ampliação, remodelação ou aquisição de imóvel ou fracção.A entidade promotora terá, como contrapartida de apoio ao investimento em equipamentos sociais concedido, de afectar as infra-estruturas ao fim a que se destina o apoio durante o período de vigência do contrato, assim como reservar, durante esse período, 5% dos lugares novos criados em respostas sociais elegíveis para utilizadores a indicar pela segurança social.

4 Comments:

At 4:37 da tarde, Anonymous José Pires, Bancário, Guarda said...

Este tema é um excelente debate, a meu ver deveria ter âmbito nacional. Não nos esqueçamos que esta temática da Terceira Idade é de todos, pois faremos parte desse Grupo de Seniores, mais tarde ou mais cedo...
De facto o apoio governamental é quase só em facilidades nos juros o que é bom mas nao chega, seria interessante se a Segurança Social fizesse protocolos com as instituições privadas por forma a subsidiar a entrada de pessoas com menos posses em unidades privadas.

 
At 4:43 da tarde, Anonymous Manuel Luis, Escritor, Nelas said...

Já lá diz o ditado que de velho se volta a menino... Os meninos de hoje serão os velhos de amanhã, por isso é bom que o Governo comece a criar condições para a criação de lares, de unidades de residências assistidas, centros de dia e sobretudo para o apoio destas instituições sejam elas privadas ou públicas.
E deixo aqui uma sugestão/desafio o «nosso» Primeiro Ministro que planeie o SIMPLEX SÉNIOR!
E já agora parabéns por este espaço de opinião, eu tenho 68 anos e não sou velho do restelo, sou antigo o suficiente para ter experiencia de vida e moderno q.b. para participar em blogs.

 
At 4:45 da tarde, Anonymous Sofia, 34 anos, Mirandela said...

Caro Manuel Luís, não posso estar mais de acordo consigo eu também voto nesse SIMPLEX SÉNIOR!

 
At 4:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A Terceira Idade deveria ensinar a Segunda a criar condições melhores, a dizer quais as verdadeiras necessidades, e as reais dificuldades. Subsídios, ajudas de custo e choque tecnológico só pelo Governo porque as Câmaras só mesmo de apoio moral, porque de finanças estamos mal. Choque Sénior precisa-se Sr. Primeiro Ministro!

 

Enviar um comentário

<< Home